Home / Notícias / Muçulmano lê a Bíblia para criticá-la e se entrega a Jesus

Muçulmano lê a Bíblia para criticá-la e se entrega a Jesus

Hoje, o marroquino Mehdi é um evangelista e afirma que sua conversão ocorreu de uma forma completamente inusitada.

Mehdi se converteu ao Evangelho dentro de um dos locais mais inusitados: uma universidade islâmica. Filho da família real do Marrocos, ele hoje é um evangelista e abdicou de seus direitos na família para pregar o evangelho por todo o mundo.

O ex-muçulmano foi um dos preletores da edição mais recente da conferência Consciência Cristã, que reúne pastores e evangelistas de todo o Brasil e também do exterior para compartilharem mensagens bíblicas.

Entrevistado pelo pastor Yago Martins (Canal Dois Dedos de Teologia), Mehdi contou um pouco de seu testemunho.

“A minha conversão aconteceu dentro de uma universidade de teologia do islamismo, na minha cidade natal, Rabbat, que é a capital do Marrocos. Foi dado para mim um trabalho do TCC [conclusão de curso]. Esse trabalho do TCC era a comparação entre a Bíblia e o Alcorão. O meu professor do islamismo me entregou o evangelho de Lucas”, contou ele.

O evangelista explicou que as universidades islâmicas são os únicos órgãos autorizados a terem Bíblias em seu acervo literário, justamente para que os estudantes possam elaborar trabalhos criticando as escrituras cristãs.

Mehdi apontou que sua conversão foi claramente uma ação do Espírito Santo.

“Nós não podemos negar a ação do Espírito Santo. Nosso Deus é soberano. O nosso Deus não é lógico, às vezes Ele faz coisas que a gente não consegue imaginar. Quem imaginaria isso? Um muçulmano, filho da maior autoridade religiosa do país… não na rua, não na Europa, não na igreja, mas dentro de uma universidade do islamismo, criticando a Bíblia”, destacou.

“Deus não precisa de nós para glorificar o nome Dele. Deus nos dá o privilégio de participar da Sua obra”, acrescentou o evangelista.

Mehdi também ressaltou que até mesmo o seu nome tem uma relação forte com seu testemunho. Segundo ele, o nome árabe significa “Aquele que estava na escuridão e viu a luz”.

Assista ao vídeo acima para conferir a entrevista completa com o testemunho de Mehdi (que também é contado no livro “Agora Vejo”).

Fonte: Guiame.com.br

Veja Também

Após visão de Jesus, cristãos são salvos de fuzilamento do Boko Haram

Um grupo de 500 cristãos nigerianos de origem muçulmana, que se reuniram em busca de ...

DEIXE UM COMENTÁRIO